Organon apoia FP2030 na prevenção da gravidez indesejada em países de baixo e médio rendimento

22/11/22
Organon apoia FP2030 na prevenção da gravidez indesejada em países de baixo e médio rendimento

A Organon, companhia farmacêutica dedicada à saúde da mulher, anunciou o seu compromisso formal com a FP2030, para ajudar a prevenir 120 milhões de gravidezes não planeadas até 2030. A Organon tem procurado promover medidas de apoio para aumentar o acesso à contraceção para mais de 100 milhões de mulheres em países de baixo e médio rendimento, desenvolvendo parcerias centradas na educação, na formação, no apoio e no envolvimento dos jovens.

O FP2030 é um movimento global dedicado ao progresso no sentido do planeamento familiar equitativo e acessível até 2030. As instituições governamentais e as partes interessadas têm a oportunidade de participar neste movimento, assumindo um compromisso formal com os princípios da organização.

Esta meta resulta de um compromisso entre a farmacêutica e a FP2030 (planeamento familiar) na Conferência Internacional sobre o planeamento familiar, que decorreu recentemente na Tailância, na cidade de Pattaya.

Em Portugal, a Organon deu, no passado dia 26 de setembro, o mote para a discussão sobre o planeamento familiar nacional durante a Conferência do Expresso “Repensar a saúde: O Planeamento Familiar em Portugal no séc. XXI”, que aconteceu no Dia Mundial da Contraceção, e na qual participaram líderes de opinião do contexto da saúde e político.

O compromisso do FP2030 está alinhado com a plataforma da Organon Her Promise, desenvolvida pela companhia a nível global no início deste ano, com o apoio de uma rede de colaboradores em todo o mundo, incluindo o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e a Fundação Bill & Melinda Gates, que pretende mitigar as disparidades de género na saúde, como forma de apoiar as mulheres e jovens a atingir os seus objetivos.

O programa foi desenhado para promover o acesso à informação, formação e alternativas de contraceção custo-efetivas para que as mulheres e jovens possam tomar decisões informadas sobre o seu percurso reprodutivo. Através de parcerias globais e locais, a Organon dedica-se à resposta a estas necessidades e pretende ajudar milhões de mulheres e jovens mulheres a assumir o controlo das suas escolhas.

O UNFPA considera as altas taxas de gravidezes não planeadas uma crise global de saúde pública. Anualmente, estima-se que cerca de metade das gravidezes, em todo o mundo, não são planeadas e que mais de 160 milhões de mulheres não têm acesso a métodos contracetivos eficazes. Para agravar esta situação, estima-se que 270 milhões de mulheres em todo o mundo não tenham acesso a Planeamento Familiar.

Sendo uma companhia farmacêutica mundial dedicada à saúde da mulher, a Organon posiciona-se como o parceiro para as ajudar a ultrapassar estes obstáculos. O seu compromisso com o FP2030 surge, assim, no seguimento da intenção de ajudar a reduzir as altas taxas de gravidezes não planeadas, pretendendo centrar esforços na expansão do acesso à contraceção para mulheres em 73 países de baixo e médio rendimento, onde essa necessidade é clara.

“Quando as mulheres têm acessos a recursos e opções de contraceção, elas têm o poder de decidir perante as suas famílias, a sociedade e os sistemas”, afirma o CEO da Organon, Dr. Kevin Ali. “A Organon apoia o FP2030 com o compromisso de ajudar e prevenir 120 milhões de gravidezes não planeadas em todo o mundo”.

“Para a Organon, é absolutamente fundamental e basilar que todas as mulheres tenham acesso a sistemas de Planeamento Familiar, que as auxiliem a tomar as melhores decisões e aquelas que vão ao encontro da sua vontade. O acesso à informação e a métodos contracetivos eficazes é essencial para reverter estes números alarmantes”, afirma o Dr. Ricardo Oliveira, diretor da Organon em Portugal.

Partilhar

Publicações